quinta-feira, 4 de junho de 2009

O blues ficou ainda mais triste

Koko Taylor
1928 - 2009

Washington, 3 jun (EFE).- Koko Taylor, a cantora considerada rainha do blues nos Estados Unidos, morreu hoje aos 80 anos em Chicago quando se recuperava de uma operação gastrointestinal.

Um porta-voz da Alligator Records disse ao diário "The Chicago Tribune" que a artista parecia estar se recuperando, mas que seu estado se agravou durante a noite.

Órfã desde os 11 anos, a artista nasceu em Memphis (Tennesse) em 1928 com o nome de Cora Walton. Sua figura começou a crescer como cantora de blues nos clubes noturnos do sul de Chicago quando chegou à cidade em 1952.

Durante a carreira, em que conseguiu superar o domínio dos homens em sua classe musical, Taylor gravou sete álbuns, ganhou um Grammy, levou 29 prêmios blues e recebeu a Medalha Nacional das Artes por sua contribuição à música dos EUA.

Sua última atuação foi em 7 de maio em Memphis durante a cerimônia de entrega dos prêmios às melhores músicas de blues. Na ocasião, ela cantou "Wang Dang Doodle", música com a qual chegou ao estrelato.

3 comentários:

Giul, Discoteclando disse...

a primeira coisa que me passou pela cabeça quando vi o título e comecei a ler a notícia: PUTA MERDA!!!

Henrique disse...

Pra falar a verdade, não conheço Koko Taylor. O que eu tenho foi o que baixei aqui, mas não tive tempo de ouvir ainda. Pelo jeito, deve ser "uma Deusa", não é?

Gosto muito de Nina Simone, se é que tem alguma coisa a ver.

Bom, tô escrevendo só pra dizer que o blog continua ótimo (textos, músicas, vídeos, etc.).

Valeu.

atlantic disse...

Giul, tive a mesma reação. Ainda mais porque ela sempre foi muito citada por aqui e era frequentadora do nosso podcast.

***

Henrique, a senhora aí tinha uma voz potente. Engraçado é o fato do nome dela não ser tão divulgado. Digamos que ela tem um comando de banda à moda Nina Simone. Isso é fato.

Valeu mais uma vez pela visita, cara!