quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Todos contra o Violent Femmes

Como pode uma banda como o Violent Femmes continuar na ativa depois de desagradar tanto? De artigos dizendo que a voz de seu vocalista é capaz de esvaziar uma sala lotada em segundos, ou que seu baterista é o pior do mundo em qualquer banda dita "profissional"? A verdade é simples: o som dos caras é bom pra cacete. Uma mistura de folk com punk, Dylan com Ramones e umas cervejas a mais. O disco é de 1983, mas parece que foi gravado ontem. Por falar nisso, uma curiosidade: "Gone Daddy Gone" foi regravada no disco de estréia do Gnarls Barkley. Clique na capa para conferir.

1. Blister in the Sun
2. Kiss Off
3. Please do Not Go
4. Add It up
5. Confessions
6. Prove My Love
7. Promise
8. To the Kill
9. Gone Daddy Gone
10. Good Feeling

5 comentários:

Juan Madero disse...

Como pode?! Idolatram tanta banda ruim e pegam no pé de um roquenrrou sincero como o do Violent Femmes. Se bandas como Guns e Bush tivessem metade dessa pegada o mundo seria melhor...

Sérgio disse...

E ainda tem gente colocando o disco novo do Guns N Roses entre os melhores do ano! Só dando tiro nesses merdas!

atlantic disse...

Sérgio, eu também não gostei do Chinese Democracy. Mas o disco não me deu vontade de matar ninguém.

Listas são altamente discutíveis. Elas existem pra isso mesmo.

Carlos. disse...

realmente o Violent Femmes não é uma banda digamos, querida.

estou passando aqui, porque uma vez pediu que disponibilizasse o lush. não sei se já conseguiu mas acabo de postar novamente lá no blog. Se estiver interessado passa lá.

flw

atlantic disse...

Show de bola, Carlos. Vou dar uma olhada lá agora.

E aí, tá pelo Rio?