terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Os titãs mutantes

Em 1993, as rádios estavam bastante voltadas às bandas catapultadas de Seattle. O Nirvana abria as portas para uma série de grupos com riffs mais pesado. Vindos de um disco com ótimos momentos (Tudo Ao Mesmo Tempo Agora), os Titãs acharam a hora e o parceiro certo para colocar em prática um dos discos de rock mais furiosos da nossa língua.

Titanomaquia tem bateria nervosa, riffs de guitarra ininterruptos, letras psicóticas e a produção de Jack Endino. Jack era (e continua sendo) um nome forte na cena musical internacional. Produtor do primeiro disco do Nirvana e um dos cabeças de uma gravadora que até hoje dá tiros certeiros na cena indie mundial: a Subpop.

O disco tem momentos fracos como "Agonizando", mas uma visão geral mostra que a banda alcançava aqui sua melhor metamorfose. Titanomaquia costuma ser deixado de lado pela atitude popular a qual os Titãs sempre recorrem (afinal, precisam tocar nas rádios para pagar as contas). Mas esse disco tão bem definido e sem medo já deixou seu tapa na orelha do rock nacional.


1. Será Que é Isso Que Eu Necessito?
2. Nem Sempre se Pode Ser Deus
3. Disneylândia
4. Hereditário
5. Estados Alterados da Mente
6. Agonizando
7. De Olhos Fechados
8. Fazer O Quê?
9. A Verdadeira Mary Poppins
10. Felizes São Os Peixes
11. Tempo Prá Gastar
12. Dissertação do Papa Sobre o Crime Seguida de Orgia
13. Taxidermia

4 comentários:

ss disse...

melhor disco disparado dos titas !!!

lembro como se fosse hoje eu na escola cantando 'será que é disso que eu necessito'



'ninguem fez nada
ninguem tem culpa
ninguem fez nada demais
filha da puta !!!'

Giul, Discoteclando disse...

o último grande disco dos Titãs

atlantic disse...

Disco forte e sempre deixado de lado. Sem brincadeira: na Argentina eles idolatram o Sumo, mas a banda não tem um disco do peso desse Titanomaquia. Os Titãs fizeram um golaço e depois... voltaram à programação normal. :(

Anônimo disse...

Porra brother,você diz,que Agonizando é uma música fraca??Aonde isso cara??Música fraca,e que deveria ter sido deixada de fora,é Hereditário,cantada,por aquele hippie bundão e sem graça,do Nando Reis.Se liga cara!!!Um ponto alto do disco,é Dissertação do Papa Sobre O Crime Seguido de Orgia,texto do Marquês De Sadê,com um Riff macabro,que lembra muito Celtic Frost,e tenho dito!!