segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Saudade de roubar disco dos outros

Eu sempre tive um sentimento meio dúbio em relação ao mp3. Para mim, as maiores vantagens são conhecer discos que nunca chegariam nas minhas mãos e a facilidade de repassar essa informação. Eu nunca teria grana para comprar todos os discos do Bob Dylan, mas se eu tiver paciência e uma boa conexão, consigo baixar um torrent e ir ouvindo aos poucos. Inegável benefício.

Pena que a idéia de emprestar um cd está quase morrendo. Não conheço mais um amigo que compre discos. Acabou aquele prazer de ficar uns dias curtindo o disco emprestado de outra pessoa. Gravar aquilo numa fita e ouvir num walkman (eu não sinto saudade do walkman... a pilha sempre me irritava).

Agora está cada vez mais difícil associar um disco a uma pessoa porque todo mundo ouve tudo ao mesmo tempo. A barreira seletiva de pagar pelo álbum caiu. É ouvir, manter ou deletar. E hoje as recomendações dos amigos são menos pessoais. O cara bota o fone no seu ouvido e diz que "essa é a banda tal"... não tem nem um disco ou fita pra emprestar se você gostar. Que saudade de ouvir aquela recomendação babaca: "Te empresto o disco, mas são dois vês. Vai e volta, hein!"

Mas se é pra escolher um lado, prefiro o lado da informação. Fico assustado com quantos discos bons eu deixaria de ouvir por falta de grana! Antigamente eu brincava dizendo que as gravadoras tinham que mudar aquele texto dos cds. Colocar algo como "Disco é cultura. E cultura é cara pra caralho." Hoje tem gente que já nasceu sem nunca tocar em um cd. Nem entenderiam a piada.

7 comentários:

:: Fräulein :: disse...

Eu sinto saudade do walkman, assim como sinto saudade das minhas fitas onde tenho gravado algumas edições do Ronca Ronca.
Gravava muito cd alugado. Ganhava muita fitinha de uma amiga, vinha com cartinha/lista de música e tudo.
Pegar vinil emprestado era maior onda, as pessoas olhando a gente no onibus e as vezes alguém comentava alguma coisa.
O vinil ta voltando, mas caro pra dedéu! Não posso comprar um cd, vinil então... Aí nessa hora vale a pena poder ter quase tudo em mp3.
Nem imagino o preço da caixa de Peel Sessions do The Falla, rs.

Adorei esse post, abç.

:: Fräulein :: disse...

* The Fall

atlantic disse...

The Fall, Peel Sessions, caixa? Três fatores que elevam o preço acima de R$ 70 tranquilamente!

Eu alugava muito cd também e gravava muitas fitas pros amigos. Não tem um amigo que não tenha uma fita minha.

Até hoje curto fazer coletâneas em cd. Não gosto muito essa onda de lotar um cd com mais de 200 arquivos de mp3 e botar pra rodar. Seleção tem que ser feita com carinho, no máximo 14 músicas e seguindo algumas regras mentais (a la Alta Fidelidade).

A propósito, a faixa 7 é sempre a melhor de todo disco!

rodriguez disse...

Sinto falta dos cds. Principalmente daqueles que eu emprestei e nunca mais voltaram.

Giul, Discoteclando disse...

do walkman não sinto saudade pq a pilha ia muito rápido.

no discman dá pra recarregar a pilha.

abrir as portas gratuitas da informação musical - tb não compraria a discografia do dylan - é bom pra confirmar que música é cultura.

o ponto negativo é que tu baixa mas não tem na maioria das vezes as informações (créditos de produção) junto para te auxiliar. E por mais que o Allmusic tente, ele não é tão confiável assim. Eles precisam contratar alguém brasileiro pra cuidar dos artistas brazucas.

o fator de ter tudo a seu dispor, se a pessoa não tiver consciência, pode jogar tudo ralo a baixo. tem que saber saborear hoje em dia. tá tudo muito superficial. São poucos que ainda mantém os "valores vinilícos" intactos.

se baixar o preço dignamente, fazer uma produção decente e lançar o que sai lá fora eu volto a comprar.

atlantic disse...

Até que perdi poucos cds legais, Seu Rodrigues. Saquei logo quem era craque em não devolver cd e essas pessoas entraram na lista negra.

Quase perdi uma coletânea remixada dupla do Led Zeppelin para uma colega de trabalho. Ficou quase um ano com o disco e só me devolveu uma semana antes da minha partida pra outro emprego.

atlantic disse...

Concordo Giul, se o preço baixar, todo mundo compra. É só entrar nas Lojas Americanas e ver. Na fila do caixa várias pessoas com 3 ou 4 cds de R$ 9,99!

A pessoa se sente estimulada em ter o cd e gasta R$ 40 (que, geralmente, é o preço de um único disco). Se o preço for bom e os discos oferecidos em promoção forem decentes, o pessoal compra!