quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Alma

Voltamos a paquerar os clássicos com essa descaralhante estréia solo de Ronnie Lane, a alma por trás do Faces. Além de ter sido o autor das músicas mais bonitas da banda, o cara ainda era um cantor do caramba. Cansou de fazer escada para a estrela de Rod Stewart brilhar e seguiu seu caminho com uma genialidade ímpar e uma nova banda, a Slim Chance. Discaço do começo ao fim!


1. Careless Love
2. Don't You Cry For Me
3. Bye and Bye (Gonna see the King)
4. Silk Stockings
5. The Poacher
6. Roll on Babe
7. Tell Everyone
8. Amelia Earhart's Last Flight
9. Anymore For Anymore
10. Only A Bird In A Gilded Cage
11. Chicken Wired

6 comentários:

Giul, Discoteclando disse...

podemos considerar também que os holofotes não estavam virados para lane enquanto dividia com steve marriott o espaço no small faces.
o mais legal de tudo isso é saber que uma grande parte de grandes estrelas, e amigos de lane, fizeram o arms concert como uma homenagem a lane e para ajudar a pesquisa sobre a doença que levou lane dos holofotes da boa música. um perfeito sideman com potencial para quantos holofotes ele quisesse. e ele nunca quis nenhum. digno!!!

atlantic disse...

Imagina o Ronnie Lanne fechando uma noite de Tim Festival. Ia ser um absurdo. Pena que não deu tempo... :(

Henrique disse...

Basfeiro,

Só tem coisa boa no seu site.

Valeu de novo!!!

atlantic disse...

Valeu, Henrique! Bom saber que você está sempre na área, volta e meia mandando umas dicas!

Giul, Discoteclando disse...

ouvindo o álbum com mais atenção considerei que esse álbum do lane está muito próximo aos trabalhos de george harrison

atlantic disse...

é verdade. e agora que você citou george harrison, acho que até a postura do Lane no palco era parecida com a do george.

Era um cara que brilhava discretamente entre ron wood e Rod Stewart, enquanto Harrison brilhava discretamente entre Lennon e McCartney.