segunda-feira, 25 de agosto de 2008

The best of CSS


Eu não consigo entender a festa que a imprensa gringa faz para o Cansei de Ser Sexy (CSS, se você estiver fora do Brasil). Deve ser porque os caras são da América do Sul e agora é cool dar uma chance aos países do terceiro mundo.

A verdade é que eles não fazem nada de original. A bandeira de originalidade defendida por eles era ser uma banda esculachada, com gente que não sabia tocar. Mas isso já não era a bandeira do punk, lá em 70? E outra: o primeiro disco do CSS é muito bem produzido para uma banda que se diz “tosca”.

O bom de se falar é que não se viu uma grande jogada de marketing por trás do estouro deles. Eles ganharam no boca a boca, fazendo shows e postando músicas pela internet. Mas, perigando ser chamado de azedo, diria que o melhor deles é a lindinha Lovefoxxx (sem a banda, na capa da NME que ilustra o post).

Resolvi escrever isso depois de abrir a página da NME, uma das mais tradicionais e respeitadas publicações de música no mundo, e dar de cara com a notícia: CSS encerra show com chuva de confete no público. Como diria o saudoso Bussunda... Fala sério!


A banda se apresenta no sensacional programa Live On Jools Holland:

2 comentários:

Gerson disse...

Realmente o CSS não tem nada demais... prefiro o Bonde do Role, pois, se é pra ser 'alternativo', que seja aloprado

atlantic disse...

Cara, ouvi 30 segundos de uma música do Bonde do Rolê na loja virtual do iTunes. Minha conclusão é que por muito menos o Bush bombardeou o Iraque...

O NME já teve mais noção. Vai acabar virando uma "Rolling Stone Brasil" com direito a NXZero na capa.