sábado, 29 de agosto de 2009

Letra

Essa semana, depois de muito enrolar, decidi assistir ao filme "O Casamento de Rachel". Tinha ouvido bons comentários sobre ele, mas precisei de novas recomendações para correr atrás. Aquela velha história que volta e meia a gente discute por aqui: com a velocidade que a gente recebe, usa e descarta informações, muita coisa boa se perde.

Pois bem, lá pelas tantas, o personagem de Tunde Adebimpe (vocalista do TV On The Radio) tem um momento especial ao som de um clássico de Neil Young. E com direito a letra traduzida na legenda! Não preciso nem dizer que a música ficou na minha cabeça a semana toda.

Muita gente reclama da voz do Neil Young. Tem gente que acha os discos chatos (e em alguns casos isso é justo), mas se tem uma coisa que esse cara consegue emplacar com unanimidade são as letras. É engraçado como a gente se acostumou a letras em inglês que não fazem o menor sentido. E aí chega o sujeito, liga sua guitarra e faz a música emoldurar uma letra excelente.

No filme que citei, a letra traduzida de "Unknown Legend" é marcante. Uma das minhas preferidas de Neil Young é essa aí embaixo. Ele consegue fazer um filme dentro de uma música de 3 minutos.



Segue a letra de "Barstool Blues", do disco Zuma, para acompanhar:

If I could hold on
to just one thought
For long enough to know
Why my mind is moving so fast
And the conversation is slow
Burn off all the fog
And let the sun
through to the snow
Let me see your face again
Before I have to go

I have seen you in the movies
And in those magazines at night
I saw you on the barstool
When you held that glass so tight
And I saw you in my nightmares
But I'll see you in my dreams
And I might live a thousand years
Before I know what that means

Once there was a friend of mine
Who died a thousand deaths
His life was filled with parasites
And countless idle threats
He trusted in a woman
And on her he made his bets
Once there was a friend of mine
Who died a thousand deaths

2 comentários:

Henrique disse...

Vôce já botou o ZUMA aqui. Discão!
Eu recomendei o TONIGHT'S THE NIGHT. Discaço tb. Todos da "fase boa" dele.
O homem é foda!
Uma letra dele que eu adoro, dentre tantas, é POWDERFINGER do RUST NEVER SLEEPS. Mas THRASHER do mesmo disco não fica atrás. Vale a pena conferir.
Sobre o tanto de informação que a gente recebe, especialmente nas artes, vale a pena ler o conto "O Capitão Saiu para o Almoço e os Marinheiros Tomaram Conta do Navio" do BUKOWISKY. Valeu!

Giul, Discoteclando disse...

Considero esse cara o suprasumo da música americana, nem dylan, nem hank, nem boss, nem cash... esse canadense é O letrista da história dos EUA